Entenda como as empresas aplicam a Cultura Data Driven

cultura data driven

Quem atua na posição de gestor sabe que as decisões baseadas apenas no feeling são algo do passado. Em um mercado competitivo e dominado pela tecnologia, informações confiáveis se tornaram a base para qualquer estratégia. Não é à toa que a cultura Data Driven vem ganhando espaço entre as empresas.

Mas, afinal, o que significa esse conceito? Minha empresa deve adotar essa filosofia? Como ela impacta os processos nos mais variados setores, como a indústria e o de tecnologia?

Sabemos que essas perguntas são naturais quando lidamos com mudanças estratégicas desse tipo. Pensando nisso, criamos um conteúdo especial com tudo o que você precisa saber sobre o tema. Confira!

Qual o significado de ser uma empresa que adota a cultura Data Driven?

O termo Data Driven se refere à prática de direcionar as ações da empresa com base no uso de dados. Nesse contexto, a cultura Data Driven nada mais é do que o ato de ampliar essa estratégia. Na prática, devemos embasar o máximo possível de decisões em informações.

Um ponto importante é que não se trata de qualquer tipo de dados. Podemos chamar de informação o conjunto de dados que foi coletado, filtrado, tratado e armazenado de maneira a ser inteligível e útil para a empresa. Resumidamente, a cultura Data Driven usa insights confiáveis, relevantes e seguros.

Não é à toa que a TI se tornou uma aliada estratégica das empresas. Como mostram os dados do Gartner, os gastos com o setor ficaram em torno dos 4 trilhões de dólares em 2021. Isso reflete um movimento forte das empresas na busca pelo uso inteligente dos dados coletados e armazenados diariamente.

Para o marketing, por exemplo, a informação é o ativo mais valioso da empresa. São mais de 75 bilhões de dispositivos conectados à internet em todo o mundo, gerando dados que podem embasar as decisões estratégicas das equipes. O objetivo, no caso do marketing, é gerar novas oportunidades (leads) e aumentar as vendas.

Vale destacar que o ponto central da cultura Data Driven é tomar decisões tendo uma noção mais precisa dos riscos envolvidos. Veja a seguir os principais benefícios que isso traz.

O que o seu negócio ganha ao ser Data Driven?

Os benefícios de adotar essa cultura podem ser observados em diversos níveis da empresa. Listamos abaixo os que mais se destacam.

Otimização de processos

As atividades da sua equipe se tornam mais ágeis e eficientes com o uso inteligente dos dados. No marketing, por exemplo, isso significa estabelecer métricas para identificar a estratégia adequada para cada situação. Com base nisso, as próximas ações são automatizadas, evitando reuniões repetitivas a cada nova campanha.

Outro caso pode ser visto na indústria. Com a coleta de dados de desempenho das máquinas, por exemplo, soluções de Analytics mostram em tempo real eventuais anomalias de comportamento. Assim, a manutenção entra em cena antecipadamente, prevenindo falhas e se mantendo sempre um passo à frente dos problemas.

Redução de custos

A cultura Data Driven ajuda também a promover uma gestão de risco mais eficiente. Na prática, a informação se torna um ativo importante para toda a organização. O resultado é uma redução de custos valiosa para o negócio.

Como mostra um estudo da Harvard Business Review com base em uma lista de 1000 empresas da revista Fortune, quase 50% delas foi capaz de economizar adotando essa cultura. Somado a isso, é importante destacar que a redução de custos abre margem para a empresa investir em outros pontos.

Identificação de oportunidades e ameaças

Uma cultura baseada no uso de dados aumenta a capacidade de prever riscos e oportunidades. Estamos falando de um dos pilares de um planejamento estratégico que realmente funciona.

Todos os departamentos da empresa podem se beneficiar disso. Analisar o próprio desempenho das equipes ao longo do ano, por exemplo, permite identificar momentos de maior demanda de trabalho.

Por isso, é fundamental ter em mente que até mesmo o histórico das equipes — e o da empresa como um todo — deve ser estudado com atenção.

Estratégias mais personalizadas

Outro ponto que merece destaque é o trabalho personalizado que a informação relevante ajuda a promover. No marketing, por exemplo, campanhas direcionadas a clientes específicos têm muito mais chances de alcançarem seus objetivos.

Isso é feito com base nos dados coletados na internet e no próprio relacionamento com o consumidor. Tenha em mente que o alto nível de personalização é uma tendência importante da transformação digital.

E na prática, como implementar a cultura Data Driven na sua empresa?

Implementar uma cultura na empresa começa por um planejamento que deve considerar:

  • o cenário atual da empresa;
  • o orçamento disponível para investimento;
  • as tecnologias que a TI já possui;
  • os objetivos a serem alcançados.

Tenha em mente que existem diversas soluções corporativas disponíveis, mas é fundamental implementar com inteligência. Isso envolve, por exemplo, selecionar aquelas que atendem às demandas mais urgentes da organização. Não basta pensar em um alto nível de automação industrial, por exemplo, se as linhas de produção ainda não contam com tecnologias de coleta de dados. A Internet das Coisas (IoT) pode ajudar, por exemplo.

E isso se aplica a outros departamentos. E para ir além, as equipes precisam estar engajadas no processo. Além de especialistas no assunto para elaborarem e executarem o plano, absolutamente todos os colaboradores devem entender os objetivos, os benefícios e os meios para alcançá-los.

A boa notícia é que você não precisa contar com uma equipe própria que já tenha conhecimento aprofundado sobre o assunto. Afinal, nem toda empresa tem. Felizmente, o serviço de outsourcing permite contar com o apoio de quem mais entende do assunto para realizar esse projeto com sucesso.

A TIQS tem mais de 10 anos de experiência na implementação de soluções desenhadas especialmente para seus clientes. Com equipes altamente capacitadas e um amplo domínio sobre o uso de Analytics, já ultrapassamos a marca dos 600 projetos entregues, com mais de 55.000 horas de outsourcing.

Para quem busca eficiência máxima e redução de custos na adoção da cultura Data Driven, essa é uma oportunidade valiosa. Na prática, a TIQS ajuda você a transformar os dados da sua empresa em decisões mais eficazes e automatizadas.

Como você pode ver, é uma estratégia poderosa para empresas dos mais variados tamanhos e setores de atuação. Então, coloque a cultura Data Driven para trabalhar a seu favor agora mesmo. Em pouco tempo, você poderá visualizar os resultados na rotina de cada uma das equipes — e, principalmente, no desempenho da organização!

Se quer entender como isso pode ser feito no ambiente específico da sua organização, entre em contato com a TIQS e fale com quem mais entende de Analytics!